Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/09/15 às 14h16 - Atualizado em 30/10/18 às 15h13

Semana da Nutrição acontece no Guará

COMPARTILHAR

Profissionais participam de palestras sobre como evitar doenças com alimentação saudável

BRASÍLIA (24/9/15) – Com o tema Intervenção Nutricional nas Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT), a 3ª Semana de Nutrição do Hospital Regional do Guará termina nesta quinta-feira (24). Promovido pelo Núcleo de Nutrição Dietética (NND), o evento tem como proposta chamar a atenção para as doenças que podem ser tratadas e até mesmo evitadas por meio da alimentação saudável. O evento é aberto aos servidores de toda a regional, principalmente, os profissionais da área de nutrição.

Rosemary Caldas, chefe do NND, elencou o tema para provocar a reciclagem de conhecimentos e elevar a qualidade na assistência prestada aos usuários assistidos. Com isso, os profissionais têm a oportunidade de discutir e aprender mais sobre o Protocolo de Hipertensão, Suplementação Nutricional, Orientação Nutricional Adaptada ao Paciente Crônico Analfabeto e de Baixa Renda, e Práticas Integrativas em Saúde.

“Os assuntos são pertinentes porque as evidências atualmente disponíveis mostram que devemos ter uma abordagem multiprofissional integrada de qualidade para os nossos pacientes. O programa de diabetes e hipertensão não podem andar sozinhos nesse processo”, declarou Caldas.

DOENÇAS – As Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) são multifatoriais e se desenvolvem no decorrer da vida. Compreendem, majoritariamente, doenças cardiovasculares, diabete, câncer e doenças respiratórias crônicas.

Atualmente, elas são consideradas um sério problema de saúde pública e são responsáveis por 63% das mortes no mundo, segundo estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS). Seguindo essa tendência mundial, no Brasil, as DCNT são a causa de aproximadamente 74% das mortes, de acordo com dados de 2012 do Ministério da Saúde.

NUTRIÇÃO – De acordo com a profissional, esse é um fator que pode ser mudado por meio de uma vida mais saudável, principalmente, quando começa pela alimentação. No Brasil, onde houve grandes mudanças devido aos alimentos processos, surgiu ter um novo perfil de morbimortalidade e aumento das DCNT, com um índice elevado de mortes.

“O crescente aumento dessas doenças em níveis epidêmicos, tanto em países desenvolvidos como em desenvolvimento, está relacionado às mudanças na dieta e no estilo de vida ocorrido nas últimas décadas. Então, a questão não é econômica. É preciso frear essa situação e o nosso trabalho é orientar e alertar a população para não fazer parte da estatística”, afirmou.

“A palestra que tivemos ontem foi bem didática e mostrou que não precisa de fórmulas e dietas mirabolantes para ter uma alimentação saudável e equilibrada. É voltar ao básico em que devemos dar prioridade ao alimento em sua forma mais natural possível. Apesar de muita informação, a população está se alimentando mal”, ressaltou Lúcia Coimbra, nutricionista do NND.

A Regional de Saúde do Guará possui nutricionista em suas unidades e para marcação é só procurar a unidade mais próxima da sua casa ou trabalho.

Leia também...