Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/08/13 às 18h46 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

Semana de orientação farmacêutica no Gama

COMPARTILHAR

Informações sobre riscos da automedicação


A equipe de farmacêuticos do Hospital Regional do Gama (HRG) realizará a IV Semana de Orientação Farmacêutica, de segunda a quinta-feira (5 a 7), das 14h às 17h, no hall de entrada da unidade e no dia 08 (quinta-feira), no centro de saúde 04, com o objetivo de sensibilizar pacientes, visitantes e profissionais de saúde sobre os riscos e reações adversas da automedicação.

“Durante a semana vamos prestar orientações sobre as diferenças entre medicamentos genéricos, similares e de referência, riscos da superdosagem , da dependência química e dicas para prevenir intoxicações medicamentosas em idosos e crianças”, informa o farmacêutico Paulo Marcos Nascimento.

Paulo Marcos acrescenta que também serão repassadas informações como acondicionamento adequado dos medicamentos, para evitar alterações na composição e destinação final do produto que está fora de prazo de validade.

Conforme a enfermeira Cláudia Beatriz Nogueira, da gerência de Hotelaria da Secretaria de Saúde, o descarte correto de medicamentos fora do prazo de validade evita danos ao meio ambiente. “A orientação da SES, em casos de medicamentos vencidos, é que os usuários encaminhem os produtos ao centro de saúde mais próximo de sua residência”, destaca a enfermeira.

Este ano, o evento conta com o apoio de profissionais de nutrição que irão abordar a importância da alimentação e hábitos saudáveis para melhorar a qualidade de vida.

Dicas importantes:
– Evite a automedicação;
– Consulte o médico, ele é o profissional indicado para receitar o medicamento a ser utilizado;
– Não tome medicamentos no escuro. Se usar óculos, esteja com eles ao medicar-se;
– Não tome medicamentos com sucos, chás ou refrigerantes, tome com água e no horário correto;

Orientações para evitar acidentes com idosos e crianças:
– Cuidado com medicamentos prescritos por outras pessoas, mesmo que tenham os mesmos sintomas. Cada organismo reage de forma diferente;
– Peça ao médico que esclareça bem os horários e as doses a serem tomadas. Em casos de dúvida procure um farmacêutico;
– Não troque os medicamentos de embalagens e verifique a validade sempre que possível;
– Em caso de idoso, um familiar deve acompanhar as consultas médicas;
– Não dê às crianças medicamentos indicados por parentes ou vizinhos e nem medicamentos prescritos para outra criança;
– Ao comprar um remédio confira com a receita médica;
– Evite a pressa ao medicar uma criança.Ela pode tossir ou engasgar. Se houver vômito ou derramamento, não dê doses extras sem antes consultar o médico;
– Nunca diga às crianças que o medicamento é um “doce ou uma bala”;
– Os medicamentos devem ficar em locais frescos, longe do calor, da luz ou da umidade (não devem ser guardados na cozinha ou banheiro);

Eliane Simeão