Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/10/12 às 18h13 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Semana de prevenção ao Acidente Vascular Cerebral

Um passeio ciclístico e uma feira de saúde serão realizados neste domingo (28) para lembrar o Dia Mundial de Prevenção ao Acidente Vascular Cerebral (AVC), 29 de outubro. Segundo o coordenador de Hipertensão da Secretaria de Saúde do DF, cardiologista Lucimir Maia, o objetivo é esclarecer à população sobre como prevenir o AVC, popularmente chamado de derrame cerebral. “No DF, é uma das principais causas de mortalidade e incapacidade física”, afirma. No dia 29, palestras sobre o tema serão realizadas no auditório do Hospital de Base.

A concentração para o passeio ciclístico será no Eixão Norte, altura das quadras 108/208, às 9h e saída às 9h30, seguindo em direção à Feira da Torre de TV. No local será montada uma Feira de Saúde, próximo à praça de alimentação. Até o meio-dia, será realizado atendimento ao público mostrando os sinais de reconhecimento do AVC, aferição de pressão arterial, glicemia e avaliação nutricional.

Riscos

Dados da Organização Mundial de AVC revelam que a cada seis segundos, independentemente da idade ou sexo, uma pessoa morre de AVC e a cada seis indivíduos, um vai desenvolver a doença ao longo da vida. Até 80% dos casos podem estar relacionados à falta de controle da pressão arterial. “Controlar a pressão, praticar atividade física e reduzir o consumo de sal são as medidas de prevenção”, conclui o coordenador.

“O AVC tem tratamento, porém, precisa ser precocemente reconhecido”, afirma o coordenador. Os sintomas mais comuns para identificar o AVC são: perda de força muscular de um lado do corpo, fala enrolada, desvio da boca para um lado do rosto, sensação de formigamento no braço, dores de cabeça súbita ou intensa, tontura, náusea e vômito.

Havendo o reconhecimento precoce desses primeiros sinais, o SAMU (192) deve ser imediatamente acionado, a fim de impedir ou minimizar as sequelas. “É preciso agir antes de quatro horas, porque após esse período, o paciente perdeu a janela de tratamento”, explica Lucimir.

Educação

Na última semana, a Coordenação de Hipertensão e o Samuzinho estiveram nas escolas da rede pública para alertar as crianças sobre o AVC, pelo Programa Saúde na Escola (PSE). “Há casos em que a criança reconhece os primeiros sinais da doença nos pais ou avós, por isso é importante disseminarmos as informações sobre prevenção para esse público”, comenta o coordenador. A visita contou com a parceria do Núcleo da Saúde da Criança e do Adolescente da SES/DF.

Patrícia Kavamoto