Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/05/20 às 8h00 - Atualizado em 18/05/20 às 13h35

Semana Distrital de Doação de Leite Materno começa nesta segunda-feira

COMPARTILHAR

Sensibilizar mulheres que amamentam a se tornarem doadoras de leite materno é um dos objetivos da mobilização

 

A Semana Distrital de Doação de Leite Materno começa nesta segunda-feira (18) e por conta da pandemia mundial do novo coronavírus, as atividades serão realizadas à distância, por meio da internet. Para a abertura da Semana Distrital será realizada uma videoconferência pela Rede Universitária de Telemedicina (Rede Rute). A partir de terça-feira, cada banco de leite vai fazer uma live com tema diferente para as redes sociais do Amamenta Brasília.

 

O secretário de Saúde, Francisco Araújo, ressalta que “é importante a semana de doação de leite materno para ajudar a salvar vidas num momento em que a sociedade enfrenta uma pandemia”. Em função do coronavírus, houve uma queda na doação de leite, lembra o secretário, reforçando o pedido para que as mulheres “voltem a fazer doação e participem da campanha ‘Eu divido o meu leite’ ”.

 

“O objetivo dessa Semana Distrital de Doação de Leite Materno é incentivar as mulheres que amamentam a se tornarem doadoras de leite materno. Hoje, estamos com um déficit de 11% nos estoques dos nossos bancos de leite e precisamos aumentar nossos estoques, porque o leite materno salva vidas”, explica Miriam Santos, coordenadora das Políticas de Aleitamento Materno e Banco de Leite Humano do DF.

 

Por meio de uma parceria com a Fábrica Social, a Secretaria de Saúde vai entregar uma camisetinha infantil para cada mãe doadora de leite materno com a frase “Eu divido o meu leite”. De acordo com Miriam, é uma lembrancinha singela para os bebês, como forma de agradecimento pelo gesto voluntário de solidariedade.

 

“Partilhar o leite é o primeiro ato e solidariedade da criança, que está dividindo seu alimento e ajudando outros bebês. Em 2019 a nossa coleta foi bem menor se comparada ao ano de 2018. Em 2020, devido à pandemia, houve uma queda na doação de leite materno. Precisamos sensibilizar as mulheres para doarem”, avalia.

 

Para que os estoques não caiam, os bancos de leite têm realizado atendimento com horário marcado, por WhatsApp, por vídeochamadas, e também atende quem chega no local sem horário marcado, já que a principal função dos bancos de leite é acolher e incentivar as mulheres a amamentarem, pois são potenciais doadoras.

 

Segundo a coordenadora das Políticas de Aleitamento Materno e Banco de Leite Humano do DF, os bancos de leite fazem parte da história de Brasília, já que o banco de leite do Hospital Regional de Taguatinga (HRT) tem 42 anos de existência e é referência no Distrito Federal.

 

PARCERIA – Miriam frisa que a parceria entre a Secretaria de Saúde e o Corpo de Bombeiros Militar do DF é de extrema importância para as doações de leite materno.

 

“Por meio do Corpo de Bombeiros as mulheres podem doar o leite materno sem se preocupar com o transporte. São 30 anos de parceria e esse é um trabalho essencial para o sucesso do nosso trabalho”, destaca.

 

Para doar leite, as interessadas devem ligar no telefone 160 – opção 4. A Semana Distrital de Doação de Leite Materno faz parte do calendário institucional do Governo do Distrito Federal.

 

 

Texto: Jurana Lopes, da Agência Saúde

Foto: Mariana Raphael/Arquivo SES