Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/12/13 às 16h49 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Serviços de saúde foram ampliados em Sobradinho I e II nos últimos três anos

COMPARTILHAR

Hospital ganhou novo Bloco Materno Infantil e  clínicas da família foram entregues

Os serviços de saúde em Sobradinho I e II foram ampliados nesses últimos três anos. Em maio de 2012, foram entregues as novas instalações do box de emergência do Hospital Regional de Sobradinho (HRS), com um novo modelo de atenção planejado para garantir atendimento mais humanizado aos pacientes e com melhor assistência.

São quatro leitos anexos à UTI, para atendimento às emergências. A principal característica do local é a lotação de intensivistas para realizar o primeiro atendimento aos casos graves, garantindo assim, menor mortalidade e maior sobrevida desses pacientes.

O Bloco Materno Infantil, onde são realizados em média 500 partos por mês, e o Banco de Leite Humano foram inaugurados em outubro de 2012, com o objetivo de atender mães e bebês nos níveis ambulatorial e hospitalar.

Instalado próximo ao serviço de pediatria do hospital, o bloco materno-infantil possui consultórios ginecológicos, sala para ecografias e cardiografias, leitos para gestantes hipertensas e leitos para observação. O atendimento é 24 horas.

O novo Banco de Leite quadriplicou a capacidade de processamento de leite materno, de 100 litros para 400 litros por mês. Referência nacional no aleitamento materno, o DF é a única unidade da federação com Bancos de Leite Humano em todas as maternidades.

Em 2013, foi realizada a reforma e manutenção da pediatria do HRS, novos leitos foram adquiridos e a unidade, que não passava por reforma há 23 anos, ficou mais ampla e arejada. Outra melhoria no HRS foi a entrega da nova Clínica Médica. A Radiologia e as salas de Endoscopia e de Gesso também foram ampliadas e uma segunda sala de RX foi criada.

O número de leitos de UTI do hospital também foi ampliado. Em 2010, não havia leitos de UTI neonatal e os de adulto eram oito. Até novembro de 2013, passaram para dez e doze, respectivamente. Os números da cobertura do Programa de Saúde da Família em Sobradinho também cresceram. Em dezembro de 2010, o percentual era de 17% e em novembro de 2013, atingiu 28%.

Merece destaque, ainda, a implantação do Centro de Atenção Psicossocial Infanto Juvenil (CAPSI) em Sobradinho I, em 2013. A unidade é direcionada a jovens, crianças e adolescentes com transtornos mentais.

Atenção Primária
A estratégia de atenção primária da saúde pública do DF foi reforçada no em maio de 2013, com a inauguração da Clínica da Família, no condomínio Nova Colina, na região de Sobradinho. A unidade atende a população de Nova Colina, Rota do Cavalo e Córrego do Arrozal, o que representa aproximadamente 21 mil moradores de núcleos rurais de Sobradinho.

Na clínica, que funciona das 8h às 12h e das 14h às 18h, de segunda a sexta-feira, atuam cinco equipes de estratégia da família. Cada uma formada por um médico, um enfermeiro, dois auxiliares de enfermagem, cinco agentes comunitários de saúde, um dentista e um técnico em saúde bucal.

A segunda clínica da família de Sobradinho começou a funcionar em novembro de 2013. Com capacidade para abrigar sete equipes do programa Estratégia Saúde da Família, a unidade opera com cinco equipes compostas por médico, enfermeiro, técnico em Enfermagem e agente comunitário de Saúde. A clínica fica na DF 420, Setor de Mansões, em frente ao Restaurante Comunitário de Sobradinho II.

Assistência – As clínicas da família oferecem serviços de vacinação, acolhimento, fornecimento de medicamentos, curativos, planejamento reprodutivo, pré-natal, saúde bucal, acompanhamento do crescimento e desenvolvimento de crianças e adolescentes e de doenças crônicas (como hipertensão e diabetes), tuberculose e hanseníase, além do atendimento a pequenas urgências.

Outra melhoria na Atenção Primária em Sobradinho foi a reforma do Centro de Saúde nº1, que incluiu restauração da parte de alvenaria do prédio, telhado, piso, pintura, troca de esquadrias metálicas, instalações elétricas e hidráulicas. O CS01 atende 73 mil pessoas, com uma média mensal em torno de quatro mil usuários. Além das clínicas básicas, a unidade oferece assistência em homeopatia, oncologia, infectologia, nutrição, hanseníase e tuberculose. Dispõe ainda de tratamento odontológico, grupos de diabéticos, hipertensão, vacinas, farmácia e programas de proteção à saúde da mulher.

Fercal ganha postos de saúde e base do SAMU

Em 2013, a saúde também avançou na região da Fercal, em Sobradinho. No mês outubro, o Governo do Distrito Federal entregou à comunidade, a reforma dos Postos de Saúde dos Núcleos Rurais Córrego do Ouro e do Engenho Velho.

A Unidade do Córrego do Ouro possui área total de 70 metros quadrados e a do Engenho Velho, 544 metros quadrados. Por apresentarem características de atendimento não emergencial, os dois postos funcionam de segunda à sexta-feira, de 8h ao meio-dia e de 13 às 17h.

Os serviços englobam atendimentos à saúde da mulher (atendimento ao pré-natal, planejamento familiar, coleta de Papanicolau, entre outros), saúde da criança (imunização, acompanhamento do crescimento e desenvolvimento e atividades do Programa Saúde na Escola – PSE), saúde do adulto (prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis, Grupo de tabagismo), saúde do idoso (Grupo de Hipertensos e Diabéticos, Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa, Prevenção de quedas), Grupo Coluna Saudável, vacinas, entre outros.

No Engenho Velho a comunidade conta com duas equipes de ESF compostas por médico de família, enfermeiro, auxiliar de enfermagem, agente comunitário de saúde, sendo que uma das equipes conta também com dentista e técnico de saúde bucal, por ser classificada como modalidade saúde bucal I.
A unidade do Córrego do Ouro é composta por uma equipe com médico de família, enfermeiro, auxiliar de enfermagem, agente comunitário de saúde, com previsão para odontólogo.

A população da Fercal também passou a contar, a partir de 2013, com uma unidade permanente do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Está localizada no antigo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), na quadra 3, do km 12 da DF 150. O espaço foi reformado para acomodar a equipe e receber as ambulâncias.

O Ministério da Saúde doou uma ambulância com tração nas quatro rodas para atender as áreas rurais de difícil acesso. A unidade básica é composta por um condutor e dois técnicos de enfermagem e atende os casos de urgência e emergência 24 horas.

A cobertura do Programa de Saúde da Família na Fercal quadriplicou nesses últimos três anos. Em 2010, o percentual era de 9% e em 2013, saltou para 36%.

Por Patrícia Kavamoto, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa:
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226