Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/08/20 às 11h52 - Atualizado em 18/08/20 às 18h49

Servidores da Região de Saúde Sul estudam libras com foco na inclusão

COMPARTILHAR

Formação acontece em parceria com o Instituto Apoio Pedagógico Cultural

 

JOSIANE CANTERLE, DA AGÊNCIA SAÚDE DF

 

Uma nova turma de servidores da Região de Saúde Sul deve iniciar, na próxima semana, o curso de Libras, a língua brasileira de sinais. A turma do primeiro semestre que teve as aulas pausadas, devido à pandemia, também deve retomar os estudos. As aulas ocorrem em parceria com o Instituto Apoio Pedagógico Cultural e serão ministradas uma vez por semana na modalidade on-line.

 

O objetivo é oferecer formação aos servidores para atender o disposto na Lei nº 6.300/2019, que assegura a disponibilização de profissionais aptos a se comunicarem na Língua Brasileira de Sinais nos órgãos da rede pública de saúde do DF. O intuito é gerar maior inclusão e atendimento mais humanizado para surdos e surdos-mudos que fazem uso da rede pública de saúde.

 

As aulas de libras na Região Sul dão continuidade ao projeto iniciado pela diretoria de Atenção Primária em 2019, quando foram capacitados 63 servidores na primeira turma.

“Todos os interessados podem entrar em contato e com autorização da chefia imediata podem realizar o curso no horário de trabalho”, esclarece Iracy Vaz dos Reis Filha Gomes, técnica de Enfermagem junto à Coordenação de Programas na Gerência de Áreas Programáticas da Atenção Primária na Região Sul. “De forma geral várias unidades têm esse tipo de demanda nos atendimentos cotidianos, mas somente agora estamos preparando nossas equipes para esse atendimento humanizado”, explica a servidora.

A formação tem a duração de cerca de quatro meses e contemplará a turma de iniciantes da região e a que teve o ensino interrompido em março devido à pandemia.

 

EDIÇÃO: JOHNNY BRAGA

REVISÃO: JULIANA SAMPAIO 

Leia também...