Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/05/13 às 11h55 - Atualizado em 30/10/18 às 15h05

SES zera filas de tomografia e mamografia

COMPARTILHAR

Demanda reprimida de ressonância também caiu de 12 mil para 6 mil pacientes

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) conseguiu zerar as filas de espera de mamografias e tomografias na rede pública, que em novembro do ano passado chegaram a ter 3.059 pacientes a espera de tomografia e quase dois mil na de mamografia.

“Todos os aparelhos, 12 tomógrafos e 12 mamógrafos, foram colocados para funcionar”, foi a explicação do gerente de Diagnóstico da SES/DF, Carlos Maurício Diniz, para o fim das filas de espera dos exames.

Além de zerar as filas, a SES conseguiu reduzir o tempo de espera para realização dos dois exames.  Agora, o prazo máximo para que os exames de mamografia e tomografia sejam feitos é de 48 horas, após a inserção do pedido na regulação.

Com os aparelhos funcionando e os contratos de manutenção revistos, Carlos Diego Paes, chefe do Núcleo de Diagnose por Imagem, garante que os pacientes não terão mais do que reclamar.

E segundo ele, a melhoria é bem visível também na fila de espera da ressonância, que foi reduzida de 12 mil para seis mil pacientes após o credenciamento de três clínicas privadas, cujo contrato firmado em novembro continua em vigência.

Os exames de diagnose por imagem, como ressonância magnética, tomografia computadorizada e mamografia podem ser marcados em qualquer unidade de Saúde próxima a residência do paciente, que tenha o pedido médico.

Ao ser inserido no sistema de regulação a solicitação é analisada, passa por uma triagem rigorosa, que leva em conta a gravidade da doença, e segue rigidamente a classificação de risco antes de ser marcada.

 

Luciene Torquato

Leia também...