Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/03/13 às 22h04 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

Simulação de emergência reúne 500 profissionais e figurantes no Nilson Nelson

Treinamento para as Copas das Confederações e do Mundo

Fotos: Renato Araújo

Profissionais de saúde participaram de curso e simulação de emergência, nessa quarta-feira (20), no Ginásio Nilson Nelson com vistas aos preparativos dos eventos da Copa das Confederações, em junho deste ano e da Copa do Mundo da FIFA, em 2014. As ações dentro e fora do Ginásio Nilson Nelson contaram com a participação de aproximadamente 500 pessoas, entre médicos, enfermeiros, bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu,) agentes do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran), policiais, militares e figurantes (vitimas) que receberam maquiagem especial, para simular ferimentos.

A simulação de uma briga foi o destaque do curso, dando inicio as ações e intervenções da policia, das equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu. O local também foi interditado para deslocamento dos “feridos” transportados pelas ambulâncias e helicóptero aos hospitais de referência: Base (HBDF) Materno-Infantil de Brasília (Hmib), Regional da Asa Norte (Hran), Universitário de Brasília (HUB), das Forças Armadas (HFA) e Hospital Ortopédico e Medicina Especializada (Home).

O secretário de Saúde do Distrito Federal, Rafael Barbosa destacou que os hospitais estão prontos para atuar em situações de emergência. ”No Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) a ocupação de leitos chegava a 200% e com atual gerenciamento caiu para 100% e estamos medindo esforços para que até a Copa das Confederações essa taxa esteja abaixo de 80%, principalmente nos hospitais de referência HBDF, Hran e Hmib. A população do DF contará também com as quatro Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) para Copas das Confederações e do Mundo, além do apoio da rede privada”, anuncia.

A Secretaria de Saúde em dois anos investiu em melhorias no HBDF, incluindo novos aparelhos e equipamentos. A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do terceiro andar do Hospital de Base foi modernizada e conta agora com 30 leitos para casos de emergência e urgência.

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel Marcelo Teixeira Dantas, a formação de profissionais do CBMDF é referência para outros estados em relação a resgate e salvamento de pessoas em situação de catástrofe. Ele destaca a importância da preparação e do envolvimento dos profissionais que atuarão nas ações de prevenção e nas situações de emergência que envolvam um grande número de pessoas feridas. O CBMDF está preparado para atuar com 35 viaturas de resgate e 24 bombeiros que no dia do evento vão estar à disposição e outros bombeiros socorristas, que darão suporte ao Samu.

Para o gerente do Samu, Rodrigo Caselli o objetivo da simulação é testar as ferramentas disponíveis com a atuação desses profissionais na prestação de socorro. “No local estamos com cerca de 70 profissionais (médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem). A SES está investindo na capacitação desses profissionais para que tudo ocorra bem”, finaliza.

Júlio Duarte