Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/01/15 às 15h40 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Técnicos apresentam mapa da Saúde do DF à equipe do Governo Federal

COMPARTILHAR

Especialistas conhecem plano do GDF para melhorar a saúde pública

BRASÍLIA (29/1/15) – Um mapa com o diagnóstico situacional da prestação dos serviços públicos de saúde no Distrito Federal foi apresentado, nesta quinta-feira (29), por especialistas da Secretaria de Saúde a um grupo de técnicos do Ministério da Saúde. Também foi exibido aos membros do órgão federal o plano de governo elaborado para a área.

O objetivo foi dar início às discussões para definir estratégias de reorganização da pasta, conforme termo de cooperação assinado entre as duas partes no início da semana, em função da decretação de situação de emergência, no dia 20 deste mês.

“A partir de agora, vamos começar a trabalhar em grupo com foco em seis grandes áreas: assistência à saúde; assistência farmacêutica; gestão de recursos humanos, atenção à vigilância; gestão de planejamento, orçamento e financiamento; e logística, manutenção e infraestrutura”, informou a coordenadora do grupo de trabalho da SES, Leila Gottems.

Segundo ela, temas como abastecimento da rede com medicamentos e insumos básicos são prioridade. “Nós inclusive já estamos reabastecendo a rede com remédios que são usados cotidianamente, como antibiótico. A medida já foi reconhecida como positiva pelos técnicos do governo federal”, complementou.

Leila Gottems destacou que em todas as semanas ficará estabelecido um dia fixo para reunião de todos os membros – cerca de 20 da Secretaria e sete do órgão federal. Os números podem mudar, de acordo com a necessidade de cada área especifica que pode solicitar mais profissionais especializados.

INFRAESTRUTURA – Durante a reunião, os colaboradores foram informados de toda a infraestrutura do órgão. São 16 hospitais, 66 Centros e postos de saúde, 83 unidades básicas de saúde, 9 clínicas da família e 6 unidade de pronto atendimento (upas ).

Também existem 14 Centros de Atenção Psicossocial (CAPs,) 3 unidades mistas, além de Hemocentro, Policlínica e um Lacem. As unidades estão divididas em sete macroregiões coordenadas por 15 regionais. Com essa rede, é possível realizar 7,4 milhões de consulta ao ano, ou seja, 14 por minuto. Outros dados são 135 mil internações, 57 mil cirurgias, 15 mil exames laboratoriais e 1,3 milhão de imagem.

No diagnóstico, foram tratados temas como melhoria do modelo de atenção básica, gestão mais eficiente, aumento da cobertura de atendimento e fortalecimento dos recursos humanos. Em consonância com os assuntos, o plano de governo tem como meta a modernização da gestão, ampliação do acesso e da qualidade da assistência médica, revitalização de unidade de saúde, além de outras propostas.

Leia também...