Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/12/13 às 18h53 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Técnicos do Ministério da Saúde visitam Hospital de Planaltina

COMPARTILHAR

Avaliação das metas para sucesso do aleitamento materno

Técnicos do Ministério da Saúde visitaram o Hospital Regional de Planaltina nesta quinta-feira (12) para reavaliação do cumprimento dos dez passos para o sucesso do aleitamento materno e renovação do título Hospital Amigo da Criança, da Organização Mundial da Saúde e Unicef.

“Os dez passos são recomendações que favorecem a amamentação a partir de práticas e orientações no período pré-natal, no atendimento à mãe e ao recém-nascido ao longo do trabalho de parto, durante a internação após o parto, nascimento e no retorno ao domicílio”, relatou a presidente da Comissão da Iniciativa Hospital Amigo da Criança de Planaltina, Maria do Socorro Aguiar.

Os técnicos avaliarão o cumprimento dos dez passos de amamentação, por meio de entrevistas e visitas às dependências do hospital e postos de saúde, que são responsáveis pelo atendimento as grávidas e aos bebês desde o pré-natal.

A supervisora do banco de leite, Fernanda Viana, destacou a importância do leite materno nos primeiros seis meses de vida da criança e da mãe amamentar por dois anos ou mais, proporcionando à criança melhor qualidade de vida e a oportunidade de estreitar o vínculo afetivo. “A mulher amamentando mais tem menos riscos de complicações após o parto, de desenvolver câncer de mama e ovário e diabetes”, diz.

Os avaliadores vão observar os serviços que beneficiam a saúde da criança na redução da mortalidade, além de avaliar os critérios globais que compreendem o sucesso do aleitamento materno e do cumprimento do Código Internacional de Comercialização dos Substitutos do Leite Materno.

A certificação ocorre anualmente por meio do sistema de monitoramento online e da avaliação trienal por meio da visita dos técnicos as regionais.

Veja abaixo os 10 passos para o sucesso do aleitamento materno:

1 – Ter uma política de aleitamento materno escrito que seja rotineiramente transmitida a toda a equipe de cuidados de saúde.

2 – Capacitar toda a equipe de cuidados de saúde nas práticas necessárias para implementar política.

3 – Informar todas as gestantes sobre os benefícios e o manejo do aleitamento materno.

4 – Ajudar as mães a iniciar o aleitamento materno na primeira hora após o nascimento.

5 – Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas dos seus filhos.

6 – Não oferecer ao recém-nascido bebida ou alimento que não seja o leite materno, a não ser que haja indicação médica.

7 – Praticar o alojamento conjunto, permitir que mães e bebês permaneçam juntos, 24 horas por dia.

8 – Incentivar o aleitamento materno sob livre demanda.

9 – Não oferecer bicos artificiais ou chupetas a crianças amamentadas.

10 – Promover a formação de grupos de apoio à amamentação e encaminhar as mães a esses grupos na alta da maternidade.

Por Tatiane Gomes, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa:
(61)3348-2547/2539 e 9862-9226