Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/02/14 às 18h58 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Depressão e problemas de coluna são vilões dos trabalhadores

COMPARTILHAR

Medicina do trabalho realiza exames periódicos nos profissionais da saúde

As estatísticas da Medicina do Trabalho da Coordenação Geral de Saúde de Ceilândia (CGSC) apontam que as doenças mais frequentes dos trabalhadores são de origem osteomusculares, hérnia de discopatias (problemas de coluna), tendinites e problemas de ordem psíquica (depressão e transtorno de ansiedade). Em 2013, o Núcleo analisou 40 processos de acidentes em serviço e 70 avaliações de restrições no trabalho.

Doenças como essas levam os profissionais a ficarem afastados do serviço por alguns meses. Além disso, nos casos onde existam restrições, o servidor tem a readaptação em outra atividade. “A medicina do trabalho tem essa preocupação aos casos de limitações do servidor no ambiente de trabalho, pois resguardamos a sua integralidade de saúde, no sentido de promover a preservação evitando o agravo da capacidade funcional”, informa a chefe do Núcleo de Segurança, Higiene e Medicina do Trabalho (NSHMT), Leila Pereira dos Santos.

O Núcleo tem a missão de promover a saúde e a segurança dos servidores. Por isso, o atendimento é composto por uma equipe multidisciplinar: médico do trabalho, enfermeira, assistente social, psicólogo, auxiliar de enfermagem e técnico em segurança do trabalho.

O servidor que necessitar de atendimento médico pode agendar suas consultas no núcleo. Outras especialidades dão suporte: psiquiatria, cardiologia, ortopedia e nutrição.

A rotina da medicina do trabalho é realizar os exames periódicos dos servidores e admissionais. Atua nas visitas ao ambiente de trabalho para avaliar as condições de insalubridades e com o técnico de segurança verificam o uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e tem como apoio a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) e o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA).

Por Júlio Duarte, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa:
(61) 3348-2547/2539 e 9682-9226