Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/01/22 às 10h31 - Atualizado em 17/01/22 às 11h31

UBS 1 do Guará é reinaugurada após reformas

Unidade recebeu revitalização em todo o telhado, redes elétrica e hidráulica, além de ampliação de dois consultórios

 

JURANA LOPES, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF | EDIÇÃO: JOHNNY BRAGA | REVISÃO: JULIANA SAMPAIO

 

Nesta sexta-feira (14), foi entregue a revitalização completa da Unidade Básica de Saúde 1 do Guará, que recebeu manutenção em diversas partes de sua estrutura. Essa foi a primeira grande obra que a unidade recebeu desde a década de 1980. A população que é assistida no local agora conta com uma UBS mais aconchegante para um atendimento mais humanizado.

 

A UBS 1 do Guará recebeu uma grande reforma estrutural e, agora, oferece mais conforto aos usuários- Foto: Divulgação/SES-DF

“Fizemos a remodelação de toda a unidade, não só da identidade visual, mas também, modificações e reparos para melhor atender os usuários”, afirma a superintendente da Região Centro-Sul, Flávia Oliveira Costa.

 

A reinauguração contou com a presença de autoridades da Secretaria de Saúde, membros do Conselho de Saúde do DF e o deputado distrital Rodrigo Delmasso (Republicanos).

 

Estrutura

 

A UBS 1 do Guará conta com sete equipes de Estratégia Saúde da Família (ESF). Cada uma é responsável por assistir aproximadamente quatro mil pessoas. Ao todo, a unidade cobre uma área com cerca de 30 mil usuários. Além disso, a UBS conta com uma equipe do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (Nasf).

 

A manutenção predial foi realizada por meio de contrato de manutenção predial emergencial da Secretaria de Saúde e teve apoio também de emenda parlamentar do deputado Delmasso.

 

Os consultórios foram ampliados para melhor atender os pacientes – Foto: Divulgação/SES-DF

“É uma honra poder ver as entregas de obras depois de destinar recursos de emendas parlamentares. Não basta só valorizar o servidor por aumento salarial, isso também é muito importante. Mas, oferecer um ambiente salubre e de qualidade para que ele possa trabalhar e produzir melhor, além de atender bem a população, é essencial”, destaca o distrital.

 

Para a superintendente, a importância de submeter uma unidade dessas à intervenção repercute tanto na vida dos usuários que são atendidos no local, quanto dos servidores, que dedicam boa parte do dia trabalhando na unidade.

 

“São 39 anos trabalhando nesta UBS e esta é a primeira vez em que está ocorrendo uma reforma de verdade aqui, com tantos ganhos. É gratificante para nós, trabalhadores e para os usuários”, relata Fátima Rola, servidora e conselheira do Conselho de Saúde do DF.

 

Adaptações

 

Inaugurada em 1973, a UBS 1 do Guará começou seus serviços em um espaço bem pequeno. Ao longo dos anos foi ampliada e teve alguns blocos acrescentados, o que resultou na estrutura física encontrada atualmente. Desde a década de 80 recebia apenas reparos básicos e intervenções de emergência para correção de problemas.

 

O processo de revitalização durou 6 meses e durante todo esse período não houve interrupção dos serviços à comunidade. Foram mantidos os atendimentos agendados e a demanda espontânea. A manutenção foi dividida em três etapas: a primeira foi intervenção no telhado, com correção de infiltrações; substituição de manta asfáltica e correção de rachaduras. Com isso, foram corrigidos problemas de rachaduras e infiltrações que eram visíveis na unidade.

 

Essa foi a maior reforma que a unidade recebeu desde a década de 1980 – Foto: Divulgação/SES-DF

Paralelamente, foi realizada a revisão de toda a rede elétrica, com substituição de fios, adequação da caixa elétrica, instalação do eletroduto (local que passa o cabeamento de energia com mais segurança). Além disso, foi feita a revisão de toda a rede de lógica, com substituição de cabos e instalação de uma ilha onde fica toda a rede de sinais da unidade, o que favorece muito o sinal e a velocidade da internet e a segurança do sistema.

 

“A unidade era toda feita de divisórias internamente, que estavam em estado precário de conservação, todas muito deterioradas e com risco de desabamento. Substituímos todas as divisórias da unidade por divisórias novas, oferecendo mais segurança aos usuários e servidores. Além disso, elas são de um material que retém o barulho, contribuindo com maior sigilo durante as consultas”, afirma Flávia.

 

A sala de vacina foi retirada do interior da unidade e colocada em uma área em que é possível acessar sem ter que adentrar o interior da UBS e ter contato com os pacientes que aguardam atendimento. Foi feita uma abertura na lateral da unidade, cujo acesso é externo.

 

O laboratório foi remodelado. Agora, a unidade de coleta conta com paredes laváveis e pisos sem frestas, tudo de acordo com a RDC 50. Também foi feita a ampliação com mais dois consultórios assistenciais ofertando espaço para que a equipe do Nasf possa fazer seus atendimentos individualizados. A sala de curativos recebeu reparos com troca de pisos por pisos laváveis e sem frestas, além de paredes laváveis.

 

Toda a rede hidráulica da unidade foi corrigida, com fechamento de caixas de esgotos, substituição e fechamento de ralos. Foi feita a revitalização do auditório, local que era muito utilizado para a vacinação contra covid-19.

 

Houve também a adequação do layout de toda a UBS, tanto externo como interno, com o interior todo claro, resultando em uma ambiência mais harmônica e tranquila visualmente. Além disso, foi feita a revitalização do espaço externo e das áreas administrativas da unidade.