Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/08/19 às 11h25 - Atualizado em 22/08/19 às 12h47

Unidades básicas de saúde preparam gestantes para amamentar

COMPARTILHAR

Profissionais da Região Sudoeste usam o Agosto Dourado para reforçar ação

 

Profissionais das unidades básicas (UBS) da Região de Saúde Sudoeste estão realizando ações de preparação e conscientização das mulheres grávidas e em fase de amamentação. Eles destacam a importância do aleitamento materno exclusivo até os seis meses de vida do bebê e de forma complementar até os dois anos de idade.

 

A preparação para esta etapa da vida da mulher e da família começa ainda no pré-natal, quando os futuros pais passam a receber as orientações necessárias.  Por isso mesmo, as UBS da Região de Saúde Sudoeste estão reforçando as atividades no Agosto Dourado.

 

Como aconteceu na UBS 2 do Recanto das Emas, onde o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) reuniu as gestantes e puérperas para esclarecer dúvidas. “Aqui, podemos dar à mãe subsídios e o apoio necessário para que ela seja empoderada, e saia daqui munida de informações e encorajada a amamentar”, esclareceu a gerente da unidade, Rogéria Kelly Araújo Lima.

 

E explicou: “Nosso papel é de incentivadores, apoiadores, atuando como porto seguro para oferecer informações corretas e livres de vícios e mitos”. Durante o encontro com as mulheres, houve uma apresentação de carimbó, feita por crianças que dançaram ao ritmo da música paraense.

 

Também a UBS 5 de Taguatinga realizou palestras referentes ao Agosto Dourado. “Além da programação normal do pré-natal, reforçamos as orientações quanto à amamentação para nossas pacientes e falamos da necessidade da alimentação após os seis primeiros meses sem fórmula ou leite de vaca”, informou o gerente da unidade, Wellington Antônio da Silva.

 

Outras unidades de Samambaia, Taguatinga e Recanto das Emas também fizeram ou ainda irão realizar atividades alusivas ao mês de incentivo ao aleitamento materno.

 

CAMPANHA – A UBS 3 de Taguatinga aproveitou a oportunidade para pedir potes de vidro com tampas plásticas para o Banco de Leite Humano do HRT. “Além de alertar as mães sobre a importância do aleitamento materno exclusivo, ressaltamos a importância da doação de leite humano, que ajuda a alimentar muitos bebês prematuros. Amamentar é um ato de amor e doar é amar sem distinção”, destacou a supervisora da unidade, Margarete Arioza.

 

 

 

Josiane Canterle, da Agência Saúde

Foto: Divulgação/Saúde-DF

Leia também...