Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/05/14 às 12h18 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

UPA do Núcleo Bandeirante muda chefias

COMPARTILHAR

Meta é aumentar a proximidade com o paciente

A UPA do Núcleo Bandeirante passou a contar com novos chefes. Foram nomeados os clínicos Edwin Antônio Castillo, que assume a Gerência da UPA e a enfermeira Thaissa Aureliano Marcelino para a chefia de enfermagem. Ainda, em breve, a unidade deverá contar com um novo chefe médico. Daniel Sad deverá ser nomeado de acordo com informações da Coordenação Geral de Saúde do Núcleo Bandeirante.

“Estamos buscando melhorar ao máximo o atendimento desde o acolhimento, passando pela classificação de risco, o atendimento em si e a liberação do paciente. A voz dos servidores e dos pacientes têm muita importância para os gestores locais”, explica o coordenador-geral, Pedro Zancanaro.

Segundo ele, a UPA vem desempenhando bem o seu papel no atendimento às urgências e emergências e prova disso é o fato de que apenas 1,5% dos casos que chegam à unidade são encaminhados aos hospitais.

Em relação à Pediatria, especialidade que apresenta carência de profissionais em todo o país, Zancanaro frisa que mesmo quando não há pediatras de plantão na UPA, a criança é acolhida, passa pela classificação de risco e os pais são encaminhados a uma unidade onde tenha um plantonista em atendimento.

“Quando o caso é grave, uma ambulância leva a criança e o responsável até o local onde poderá ser atendida. Antes de ser redirecionada, é essencial que a criança seja vista por um profissional da saúde, que auxilie os pais a saberem qual a gravidade do caso. O enfermeiro assume um papel fundamental ao classificar o risco dos pequenos pacientes”, ressalta o coordenador.

Leia também...