Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/03/20 às 17h29 - Atualizado em 13/03/20 às 16h38

Usuários elogiam atendimento da Farmácia de Alto Custo de Ceilândia

Frequentadores destacaram que o serviço ficou mais rápido na unidade

 

Quando Francisco Andrade, de 54 anos, foi à Farmácia de Alto Custo de Ceilândia para buscar seu remédio, achou que aguardaria por várias horas até ser atendido. Para sua surpresa, recebeu o medicamento bem mais rápido do que esperava. “O atendimento está bem mais rápido, mais confortável, com mais pessoas nos guichês. Quando buscava antes, na farmácia da 102 Sul, esperava o dia inteiro. Aqui esperei bem menos. Ficou muito melhor”, contou.

 

Assim como ele, outros usuários da unidade de Ceilândia elogiaram as mudanças realizadas na unidade para beneficiar a população. Uma delas foi justamente a ampliação do número de guichês, que aumentou de 12 para 16 após as reformas no local. Dois consultórios para atendimento de farmácia clínica também foram revitalizados, somando, agora, quatro salas.

 

Para a dona de casa Darci Pereira, moradora do Sol Nascente, com mais pessoas nos guichês foi possível dar uma celeridade maior na fila. “Agora está melhorando mais. Hoje, por exemplo, esperei menos. Acho que fiquei em torno de 45 minutos na fila. Para quem já ficou horas, está bom demais”, comentou.

 

Com as reformas, o prédio também ganhou uma climatização da área de estoque dos medicamentos, para garantir a qualidade e eficácia dos remédios, além de pintura nova, revitalização nos banheiros e mais assentos para a espera.

 

Quem elogiou os novos assentos foi a aposentada Zenine Braga, de 62 anos, que também aguardou menos tempo para buscar seus medicamentos. “Da última vez que vim aqui, fiquei esperando entre cinco a seis horas. Agora foi bem menos. Já deu para economizar umas horinhas”, brincou a aposentada, após conseguir os medicamentos. “Além de mais rápido, o atendimento também está muito bom”, ressaltou.

 

HORÁRIO – Além das melhorias estruturais, no início de março, o horário de atendimento das três Farmácias de Alto Custo do Distrito Federal foi ampliado. Agora, elas funcionam das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados passou a funcionar das 7h às 12h.

 

“Acreditamos que isso também contribuiu para tranquilizar mais a procura na farmácia. Abrindo uma hora mais cedo, já foi possível dar uma vazão maior, o que melhorou o atendimento”, afirmou Mariane Montalvane, auxiliar operacional de serviços diretos (AOSD) da Farmácia de Alto Custo de Ceilândia.

 

De acordo com a responsável pela unidade de Ceilândia, Aline Chagas, a ampliação do horário foi mais uma das estratégias da Secretaria de Saúde que contribuíram para reforçar os serviços na farmácia. “Junto com mais servidores para atender nos guichês, a reforma para ampliar o local e a mudança do fluxo, foi possível melhorarmos o atendimento”, ressaltou.

 

A expectativa é que o complexo da farmácia de Ceilândia terá, ainda, mais um bloco revitalizado. Nesse espaço serão desenvolvidas as atividades gerenciais e administrativas, bem como seguirá funcionando o cadastro de novos usuários e o atendimento a pacientes de insuficiência renal.

 

ATENDIMENTO – A Farmácia de Alto Custo de Ceilândia, assim como as do Gama e da Asa Sul, faz parte do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica. Juntas, atendem cerca de 1.350 pessoas diariamente.

 

Em Ceilândia, são 600 atendimentos diários, enquanto na Asa Sul são 500 e no Gama, 250 atendimentos. Somente em Ceilândia, foram dispensados, em janeiro, 253.523 medicamentos de alto custo.

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Fotos: Breno Esaki/Saúde-