Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/07/20 às 12h42 - Atualizado em 23/07/21 às 10h16

Diabetes

COMPARTILHAR

Diabetes é uma doença causada pela produção insuficiente ou má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose no sangue e garante energia para o organismo.

 

A insulina é um hormônio que tem a função de quebrar as moléculas de glicose (açúcar) transformando-a em energia para manutenção das células do nosso organismo.

 

O diabetes pode causar o aumento da glicemia e as altas taxas podem levar a complicações no coração, nas artérias, nos olhos, nos rins e nos nervos. Em casos mais graves, o diabetes pode levar à morte.

 

A melhor forma de prevenir é praticando atividades físicas regularmente, mantendo uma alimentação saudável e evitando consumo de álcool, tabaco e outras drogas.

 

A causa do tipo de diabetes ainda é desconhecida e a melhor forma de preveni-la é com práticas de vida saudáveis (alimentação, atividades físicas e evitando álcool, tabaco e outras drogas).


Quais os tipos mais comuns de diabetes?

O diabetes mellitus pode se apresentar de diversas formas e possui diversos tipos diferentes. Independente do tipo de diabetes, com aparecimento de qualquer sintoma é fundamental que o paciente procure com urgência o atendimento médico especializado para dar início ao tratamento.

 

O que é diabetes tipo 1?

Sabe-se que, via de regra, é uma doença crônica não transmissível, hereditária, que concentra entre 5% e 10% do total de diabéticos no Brasil. Cerca de 90% dos pacientes diabéticos no Brasil têm esse tipo. Ele se manifesta mais frequentemente em adultos, mas crianças também podem apresentar. 

O diabetes tipo 1 aparece geralmente na infância ou adolescência, mas pode ser diagnosticado em adultos também. Pessoas com parentes próximos que têm ou tiveram a doença devem fazer exames regularmente para acompanhar a glicose no sangue.

O tratamento exige o uso diário de insulina e/ou outros medicamentos para controlar a glicose no sangue.

 

O que é diabetes tipo 2?

O diabetes tipo 2 ocorre quando o corpo não aproveita adequadamente a insulina produzida. A causa do diabetes tipo 2 está diretamente relacionado ao sobrepeso, sedentarismo, triglicerídeos elevados, hipertensão e hábitos alimentares inadequados.

Por isso, é essencial manter acompanhamento médico para tratar, também, dessas outras doenças, que podem aparecer junto com o diabetes. 

Diabetes Latente Autoimune do Adulto (LADA):  Atinge basicamente os adultos e representa um agravamento do diabetes tipo 2. Caracteriza-se, basicamente, no desenvolvimento de um processo autoimune do organismo, que começa a atacar as células do pâncreas.   

Na Atenção Secundária, estão disponíveis insulinas da Média Complexidade para os pacientes de diabetes tipo 2.


Medicamentos disponíveis: 

  • ANALOGO DE INSULINA HUMANA DE AÇAO ULTRA RAPIDA SOLUÇAO INJETAVEL 100 UI/ML CARPULE DE VIDRO 3 ML
  • INSULINA DETEMIR SOLUÇAO INJETAVEL 100 U/ML CARPULE DE VIDRO 3 ML COM SISTEMA APLICADOR 
  • INSULINA GLARGINA SOLUÇAO INJETAVEL 100 UI/ML CARPULE DE VIDRO 3 ML

 

Onde conseguir:

  • Policlínica de Planaltina 
  • Farmácia Escola
  • Policlínica de Taguatinga
  • Hospital da Criança (para os pacientes acompanhados no hospital)
  • Centro Especializado de Saúde da Mulher (CESMU)

 

Documentos necessários para ter acesso aos medicamentos:


Unidades Autorizadoras:

 

ASA NORTE – HOSPITAL REGIONAL DA ASA NORTE (HRAN)

Endereço: Setor Médico Hospitalar Norte, Quadra 101- Área Especial

 

CEDOH – CENTRO ESPECIALIZADO EM DIABETES, OBESIDADE E HIPERTENSÃO ARTERIAL

Endereço: EQN 208/408 – Asa Norte (antigo CSB 12)

 

HRT – HOSPITAL REGIONAL DE TAGUATINGA

Endereço: QNC – Área Especial Nº 24 – Taguatinga Norte 

 

HRC – HOSPITAL REGIONAL DE CEILÂNDIA

Endereço: QNM 27, Área Especial n° 1 – Ceilândia 

 

HOSPITAL REGIONAL DO GUARÁ

Endereço: Guará I QI 6 – Área Especial 

 

Documentos necessários para a autorização

  • Formulário de inclusão (original);
  • Receita médica (original); 
  • Hemoglobina Glicada.

 

Após a autorização, o paciente pode se dirigir a uma das farmácias para dispensação das insulinas, com a seguinte documentação:

  • Formulário de inclusão (original) autorizado;
  • Receita médica (original) e cópia;
  • Cartão Nacional de Saúde (CNS)

 

Renovação de continuidade de tratamento (a cada 6 meses)

A documentação para RENOVAÇÃO DE CONTINUIDADE no programa de insulinas análogas para pacientes de Diabetes Tipo 2, deve ser entregue pelo paciente/responsável em uma das unidades autorizadoras, para avaliação pelos médicos credenciados no programa de Diabetes da SES/DF. 

 

Documentos necessários para renovação de continuidade de tratamento

  • Formulário de Continuidade (original);
  • Receita médica (original); 
  • Hemoglobina Glicada.

 

  • Após a autorização, o paciente pode se dirigir a farmácia para dispensação das insulinas, com a seguinte documentação:
  • Formulário de Continuidade (original) autorizado;
  • Receita médica (original) e cópia;
  • Cartão Nacional de Saúde (CNS)

 

Alterações de dose (adequação do tratamento)

Caso ocorra alteração de dose durante o período autorizado, não será necessário passar pela unidade autorizadora. O paciente deve se dirigir a farmácia para novo cálculo dos refis de insulina a serem dispensados, com a seguinte documentação:

 

  • Receita médica (original) e cópia;
  • Cartão Nacional de Saúde (CNS)

 

ATENÇÃO: A documentação tem validade de seis meses. O médico prescritor deve registrar na receita de forma clara a quantidade de refis de insulinas e a quantidade de unidades utilizadas, de forma a permitir o cálculo de refis a serem dispensados.