Reprodução Humana - HMIB

SRH – CEPRA – HMIB

Serviço de Reprodução Humana

Centro de Ensino e Pesquisa em Reprodução Assistida do

Hospital Materno Infantil de Brasília

 

Último Nº de IIU chamado
1455

 

Último Nº FIV chamado
6069

 

Quais procedimentos o Serviço de Reprodução Humana (SRH) do HMIB oferece?

  • Reprodução Assistida (RA): coito programado (CP), inseminação intrauterina (IIU), fertilização in vitro (FIV), congelamento de embrião, transferência de embriões congelados (TEC), punção de epidídimo (PESA), congelamento de sêmen prévio ao tratamento;
  • Climatério: Atendimento ambulatorial e reuniões educativas;
  • Cirurgia: Histeroscopia diagnóstica e cirúrgica, videolaparoscopia diagnóstica e cirúrgica, recanalização tubária e miomectomia.

 

A. COMO PROCEDER PARA MARCAR UMA CONSULTA NO SERVIÇO DE REPRODUÇÃO HUMANA DO HMIB.

1º PASSO:     Marcar uma consulta em Posto de Saúde do DF com ginecologista em centro de saúde do DF.

2º PASSO:     O centro de Saúde encaminha para o Hospital Regional.

3º PASSO:     Hospital Regional encaminha para o Ambulatório da Reprodução Humana do HMIB.

Importante ressaltar que o agendamento dos encaminhamentos entre centros de saúde e hospitais é informatizado e realizado via SETOR DE MARCAÇÃO dos respectivos centros de saúde e hospitais. Solicite um comprovante a cada agendamento, uma vez que o HMIB não acompanha esta etapa.

 

 

Perguntas frequentes em relação ao item A.

 

  1. O médico do Centro de Saúde/Hospital Regional entregou um encaminhamento para o ambulatório da reprodução humana no HMIB, como agendar a consulta?

Dirija-se ao SETOR de MARCAÇÃO do centro ou do hospital regional e solicite agendamento para o ambulatório de Reprodução Humana (RH) do HMIB. Todos os centros e hospitais regionais do DF possuem um número variável de vagas por mês para o ambulatório de RH do HMIB.

 

  1. Posso agendar uma consulta na reprodução humana do HMIB com o encaminhamento de uma clínica privada?

Não. O encaminhamento deve, obrigatoriamente, ser de centros de saúde ou hospitais públicos do DF.

 

  1. Qual é o tempo de espera para a 1ª consulta no HMIB?

Não conseguimos estimar uma média do tempo de espera, pois existe uma grande variação entre os centros de saúde e hospitais, a depender da demanda local. Questione ao setor de marcação do centro de saúde a previsão.

 

  1. Moro fora de Brasília. Posso fazer tratamento no HMIB para engravidar?

A usuária interessada deverá procurar o Núcleo de Tratamento Fora de Domicílio (TFD) na Secretaria de Saúde do seu Município ou Estado o qual irá verificar junto ao TFD do Distrito Federal, a possibilidade de tratamento em nosso serviço.

 

B. COMO FAZER O TRATAMENTO PARA ENGRAVIDAR NO SRH/HMIB

(1ª consulta, exames, diagnóstico, inscrição, espera e convocação)

 

 

Perguntas frequentes.

 

  1. Iniciarei o tratamento para engravidar logo após minha primeira consulta no ambulatório da RH do HMIB?

Não. A primeira consulta será para diagnosticar o motivo pelo qual o casal não engravida e solicitar exames complementares. Caso a usuária tenha exames recentes, é indicado que traga nessa primeira consulta.

 

  1. Quando serei inscrita no livro de espera para Fertilização In vitro (FIV) ou Inseminação Intrauterina (IIU)?

A inscrição na fila de espera acontece na sua primeira consulta ou no retorno ao ambulatório da RH/HMIB após apresentação dos resultados de exames solicitados na primeira consulta. O seu número de inscrição na fila da IIU e/ou FIV não muda, e será anotado no seu cartão de atendimento.

 

  1. Como agendo minha consulta de retorno no ambulatório?

Após a sua consulta, você receberá do médico um papel de encaminhamento solicitando seu retorno. Procure o setor de marcação do HMIB e, mediante apresentação do encaminhamento, o seu retorno será agendado.

 

 

  1. Quais os critérios para inscrição nas filas de espera (FIV/IIU) E para realização do tratamento de infertilidade (IIU e FIV) após convocação na fila de espera?

 

Baseados em dados e riscos associados a um processo de estimulação ovariana e captação de óvulos, o Serviço de Reprodução Humana Assistida do Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB) da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), utiliza critérios os quais as pacientes precisam preencher para que possam realizar FIV e IIU.

 

Assim, os ciclos de FIV só serão realizados em mulheres de até 39 anos, 11 meses e 29 dias, com no mínimo 5 folículos antrais. Serão excluídas do programa mulheres:

– Com 40 anos completos ou mais;

– De qualquer idade com menos de 5 folículos antrais.

Estes mesmos critérios valem para a inscrição na fila de FIV.

 

Os ciclos de IIU só serão realizados em mulheres de até 37 anos, 11 meses e 29 dias, com no mínimo 5 folículos antrais. Serão excluídas do programa:

– Mulheres com 38 anos completos ou mais;

– De qualquer idade com menos de 5 folículos antrais,

– Com endometriose estágios III ou IV

– Com obstrução tubária bilateral

-Cujos parceiros apresentem fator masculino com menos de 6 milhões/ml de recuperado após capacitação espermática.

Estes mesmos critérios valem para a inscrição na fila de IIU.

 

Com relação ao peso, aquelas que estiverem com IMC ≥ 30 kg/m2 só realizarão a FIV ou a IIU após perderem de peso e atingirem IMC < 30 kg/m2.

 

No que diz respeito aos aspectos sanitários e éticos dos tratamentos em reprodução assistida, serão consideradas as normativas vigentes emitidas pelos órgãos competentes, como CFM e ANVISA.

 

  1. Há prioridade no atendimento das pacientes aguardando na fila?

Não. O único critério de atendimento é a ordem de inscrição na fila. Pacientes inscritas há mais tempo serão convocadas antes daquelas inscritas mais recentemente, independentemente da idade, ou qualquer outro fator de infertilidade.

 

  1. Qual é o tempo de espera na fila de espera para tratamento de FIV e IIU?

Para FIV, aproximadamente 3 anos e, para IIU  1 ano.

 

  1. Como o HMIB convocará as usuárias da fila?

O HMIB entrará em contato via telefone 03 (três) vezes em dias e turnos diferentes utilizando os números fornecidos/atualizados pelo casal. É responsabilidade do casal, manter os telefones sempre atualizados no banco de dados do HMIB.

 

  1. Meu telefone mudou, como posso atualizar meus contatos?

O casal deve atualizar os contatos imediatamente à mudança, correndo o risco de o serviço tentar, sem sucesso, entrar em contato para início do tratamento.

A atualização deve ser feita via telefone: 61-2017-1603; pessoalmente no Ambulatório do HMIB no CEPRA ou pelo email: hmib.reproducao@gmail.com. Tenha sempre em mãos o seu número de inscrição na fila de FIV e/ou IIU.

 

  1. Qual nome ficará inscrito na fila de espera em caso de divórcio?

O número inscrito na fila pertence ao casal, o qual pode entrar em acordo e cada um ficar com uma tentativa, caso nenhuma das duas tentativas tenha sido realizada até o momento, ou um dos dois pode ceder a tentativa para o outro, com documento devidamente registrado em cartório.

 

  1. Como acompanhar o andamento da fila de espera?

O casal pode acompanhar via internet pelo site Reprodução Humana – HMIB.

 

  1. Quantas pacientes são chamadas por mês para FIV e IIU?

Não existe um número exato, pois a convocação de novas pacientes depende da situação atual de recursos humanos, fornecimento de medicação, material de laboratório, enfermagem e cirúrgico, dentre outros.

 

  1. Ao ligar no HMIB para me informar sobre o andamento da fila de espera verifiquei que meu número já havia sido chamado. O que pode ter acontecido? Nesse caso, perco a chance de fazer o tratamento no HMIB?

O HMIB tentou contato via telefone 3 vezes em dias e turnos diferentes, mas não obteve sucesso. Muitas vezes isso acontece porque o casal mudou os telefones, mas não ligou para o HMIB para fazer a atualização do cadastro, dentre outros motivos. Nesses casos, o casal não perde a chance de fazer o tratamento. No entanto o HMIB não faz re-chamada, então o casal será atendido tão logo, e apenas se contatar o serviço informando o seu número na fila de espera.

 

  1. Se quando o HMIB entrar em contato comigo para iniciar o tratamento eu tiver qualquer problema que me impeça de iniciar, perco a minha chance de realizar o tratamento, mesmo que futuramente?

Não. No entanto, o HMIB não faz re-chamada, portanto o casal somente será atendido quando contatar o serviço e manifestar essa vontade. Deve-se também estar atenta para a idade limite para iniciar o tratamento, pois o fato de estar inscrita ou ser convocada não garante a realização do tratamento.

 

  1. Se o casal já tiver feito vasectomia e/ou laqueadura, pode entrar na fila de espera?

Sim. Em alguns casos é indicada a reversão dessas cirurgias antes de partir para o tratamento de Reprodução Assistida. Para ambos os casos, indica-se FIV, sendo que no caso de vasectomia podemos, adicionalmente, oferecer o serviço de punção de epidídimo (quando indicado).

 

  1. Já tenho filhos de união anterior, posso entrar na fila de espera?

Sim. O HMIB fará a investigação da atual causa de infertilidade do casal e dependendo dos resultados clínicos e laboratoriais, o casal será inscrito na fila.

 

  1. Posso ser reinscrita na fila de espera de FIV ou IIU após realização das duas tentativas, independente do resultado gestacional?

Não. O HMIB oferece no máximo 2 tentativas de IIU e duas de FIV. Na consulta em que o médico inserir o casal na fila, dependendo dos critérios clínicos e de idade, o casal pode ser inscrito nas duas filas, ou só na fila de FIV. Uma vez realizada FIV, o casal não poderá ser novamente inscrito nas filas.

 

C. COMO É O TRATAMENTO NO HMIB:

O Centro de Ensino e Pesquisa em Reprodução Assistida (CEPRA) do Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB) é o setor que será responsável pelo tratamento de infertilidade, sendo acreditado pela Rede Latino Americana de Reprodução Assistida.

Visite o site http://www.redlara.com/ e conheça mais sobre nosso trabalho

 

 

PERGUNTAS GERAIS

 

  1. Quantas vezes posso fazer o tratamento de FIV/IIU para engravidar?

Todas as pacientes possuem no máximo 02 (duas) tentativas de realizar IIU e/ou FIV; salvo casos, em que se faz apenas uma tentativa devido algum impedimento clínico ou idade.

As tentativas de IIU são realizadas, impreterivelmente, antes das tentativas de FIV. A usuária não poderá realizar as tentativas de IIU posteriormente às tentativas de FIV.

 

  1. Engravidei na 1ª tentativa, posso fazer a 2ª?

Sim. O serviço oferece até 02 tentativas, independente do sucesso na primeira tentativa.

 

  1. Se o meu tratamento for cancelado por motivos clínicos, após início da medicação de estimulação ovariana, eu ainda terei direito a mais uma tentativa?

A tentativa é contada a partir do dia em que se inicia a medicação para estimulação dos ovários. Se o tratamento for cancelado na primeira tentativa, a usuária terá direito a mais uma tentativa do mesmo tipo de tratamento que foi cancelado (IIU ou FIV), caso não tenha nenhum impedimento clínico e sua idade esteja dentro da faixa de realização de tratamento.

Se o tratamento for cancelado na segunda tentativa, a usuária não terá direito a mais nenhuma tentativa.

 

  1. Os procedimentos de reprodução assistida são totalmente gratuitos?

O DF custeia a medicação de estimulação ovariana, as ecografias de acompanhamento do ciclo, procedimentos laboratoriais para processamento de gametas e embriões. Alguns exames de imagem e laboratoriais necessários ao tratamento podem não estar disponíveis na rede pública de saúde na época do atendimento.

Custos relativos à utilização de banco de sêmen e seu transporte ao HMIB não estão cobertos pelo HMIB.

 

  1. O HMIB fornece a medicação para pacientes que estejam em outro centro de tratamento de infertilidade?

Não. Todos os medicamentos são para uso exclusivo dos pacientes em tratamento no CEPRA/HMIB.

 

  1. O HMIB oferece o serviço de reprodução assistida para casais homossexuais, reprodução independente ou casais soropositivos para o vírus HIV?

Tanto os casais homossexuais femininos quanto a reprodução independente (mãe solteira) podem se inscrever na lista de espera para realização de inseminação ou fertilização in vitro com uso de sêmen de doador anônimo. Atualmente o recebimento de amostras de sêmen de doador está suspenso.

Casais homossexuais masculinos não são inscritos na fila, pois não possuímos programa de ovodoação compartilhada.

No caso de casais soropositivos para o HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis, o CEPRA ainda não realiza o tratamento.

 

  1. O HMIB realiza o congelamento de gametas (óvulos e espermatozoides) e os mantêm armazenados para pacientes com potencial de perda definitiva da fertilidade (tratamentos oncológicos, por exemplo)?

Entendemos a necessidade e a demanda dos pacientes nesta situação, mas infelizmente, no momento, não oferecemos este serviço à comunidade.

 

 

  1. O HMIB possui programa de doação de óvulos?

Não. O CEPRA não possui um programa de ovodoação compartilhada, o programa está suspenso no momento, sem previsão de retorno.

 

 

Equipe do Serviço de Reprodução Humana

 

Dra Rosaly Rulli Costa –Ginecologista – Responsável técnica

Dr João Rocha Vilela- Ginecologista

Dra Valéria Leal – Ginecologista

Dra Daniella Carvalho – Ginecologista

Dr. Jean Pierre Barguil Brasileiro – Ginecologista

Dra Leilane Gabriele Noleto – Ginecologista

Dra Mariana Fonseca Roller Barcelos – Ginecologista

Dra Cinara Costa de Gusmão – Ginecologista

Dra Natalia Ivet Zavattiero Tierno Cabral – Ginecologista

Dra Larissa Maciel – Ginecologista

Dr Eduardo  Saraiva Pimentel – Urologista

Dra Cristina Medina– Geneticista

 

Yamara Alves Macedo – Bióloga – Chefe

Dra Ingrid de Oliveira e Silva – Bióloga

Victor Edgard Tavares Sousa – Biólogo

 

Paula Juliene – Enfermeira – Chefe

Wanessa Gonzaga Veloso Guedes – Técnica de Enfermagem

Rosilda Gomes de Carvalho Sousa – Técnica de Enfermagem

Marli Xavier Vieira Nunes – Técnica de Enfermagem

 

Giane de Carvalho Rodrigues Jara – Administrativo

 

Mara Farias Chaves Vieira – Psicóloga

 

 

Contato

Hospital Materno Infantil de Brasília/ Serviço de Reprodução Humana/

Centro de Ensino e Pesquisa em Reprodução Assistida

SGAS Quadra 608 Sul Avenida L2 Sul – Ambulatório

CEP: 70.203-900

(61) 2017-1603

hmib.reproducao@gmail.com