20/04/2022 às 10h50 - Atualizado em 11/05/2022 às 12h59

Região Oeste realiza quarta etapa da Conferência Distrital de Saúde Mental

Evento debate propostas para o segmento e reuniu cerca de 300 pessoas

CAMILA HOLANDA, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF | EDIÇÃO: MARGARETH LOURENÇO

Ocorreu, nesta terça-feira (19), mais uma etapa da 3ª Conferência Distrital de Saúde Mental. A quarta edição contempla a região de saúde oeste, que compreende Ceilândia, Pôr do Sol/Sol Nascente e Brazlândia. O encontro contou com a participação de representantes da gestão, de servidores e de usuários do Sistema Único de Saúde. Com a presença de cerca de 300 pessoas, o evento ocorreu no Auditório do Centro Universitário IESB Sul, em Ceilândia.

“Estamos aqui reunidos para ouvir e construir uma política pública que atenda às necessidades de todos”, declarou a superintendente da Região de Saúde Oeste, Lucilene Queiroz. A médica, que já atuou na reforma psiquiátrica, defendeu o caráter democrático da conferência. “O fortalecimento da democracia e do SUS é a base para uma saúde pública de sucesso”, ressaltou.

A principal reivindicação é a construção de mais Centros de Atenção Psicossocial (Caps). O secretário-adjunto de Assistência à Saúde, Pedro Zancanaro, enfatizou que a região oeste é uma das mais populosas. “E a Secretaria está interessada em construir novos Caps”, declarou.

Os Centros são importantes para o acompanhamento de pessoas com sofrimento psiquiátrico ou transtornos mentais, inclusive os causados pela dependência química de álcool e drogas. Marta Mendes é paciente do Caps AD 3 de Ceilândia, onde recebe tratamento para bipolaridade e depressão desde 2015. “Os funcionários do Caps nos tratam como gente”, afirmou.

Assistente social na mesma unidade, Karine Figueiredo estava presente representando o setor dos trabalhadores da saúde. “É um espaço legítimo onde a gente pode juntar o trabalhador, o usuário e o gestor para debater a situação da nossa região”, ressaltou. Ela enfatiza que, por causa da pandemia, a demanda dos Caps tem aumentado consideravelmente e que o evento é uma oportunidade de traçar estratégias de melhorias.

A presidente do Conselho de Saúde do Distrito Federal, Jeovânia da Silva, agradeceu a disponibilidade de todos os presentes, ressaltando a importância da participação no evento. “É um dia muito rico de debates, de construção democrática, de respeito às diferenças. É a oportunidade de dizer qual saúde mental queremos”, destacou.

Ao fim do dia, os participantes elegeram os delegados para representar a região oeste na etapa distrital da Conferência, nos três âmbitos: gestores, trabalhadores e usuários. A diretora de Saúde Mental, Vanessa Soublin, reforçou que a participação de todos é fundamental para a elaboração do Plano Diretor de Saúde Mental para o quadriênio 2024-2028. “Essas discussões são fundamentais para entregarmos um plano que seja representativo do que as conferências trazem como prioridade”, concluiu.

 

Confira os locais e datas das próximas etapas:

Conferência da Região e Saúde Norte
26 de abril, das 8h às 18h
Complexo Cultural de Planaltina, na Avenida Uberdan Cardoso Lote 02
Inscrições: Inscrição para 3ª Conferência de Saúde Mental da Região Norte

Conferência da Região Sudoeste
27 de abril, das 8h às 18h
Faculdade Estácio Taguatinga Sul
Inscrições: Inscrição para 3ª Conferência de Saúde Mental da Região Sudoeste

Conferência da Região Central
29 de abril, das 8h às 17h
Auditório do IESB – L2 Sul (Quadras 613/614)
Inscrições: Inscrição para 3ª Conferência de Saúde Mental da Região Central