06/05/2022 às 18h15 - Atualizado em 06/05/2022 às 18h19

DF começa a aplicar segunda dose de reforço para pessoas a partir dos 60 anos

A procura pela segunda dose (quarta dose) tem aumentado o fluxo de usuários nos pontos de vacinação

Jurana Lopes, da Agência Saúde DF | Edição: Margareth Lourenço

Elcimar Moreira e Maria Salete Moreirasão casados há 50 anos e foram tomar a quarta dose com muita alegria. Foto: Sandro Araújo - Agência Saúde DF

Nesta sexta-feira (6), o Distrito Federal começou a aplicar a segunda dose (quarta dose) de reforço da vacina contra a covid-19 para pessoas a partir dos 60 anos. A imunização é feita quatro meses após a primeira dose de reforço e pode ser com os imunizantes da Pfizer, Janssen e AstraZeneca.

A procura pelo imunizante contra o coronavírus aumentou o fluxo de pessoas nas unidades básicas de saúde, tendo em vista que até a quinta-feira (05), a quarta dose era disponibilizada apenas para idosos a partir dos 70 anos ou imunossuprimidos. A lista dos locais de vacinação pode ser consultada no site da Secretaria de Saúde.

Luciene Rossi, 61 anos, foi até a UBS 2 da Asa Norte, na 114 Norte, para receber sua segunda dose de reforço. Ela preferiu ir no primeiro dia na expectativa de contar logo com a proteção que a vacina proporciona.

“Eu achei excelente liberar logo, porque ainda há casos da doença e registros de morte, embora bem menores. Ssomente a vacina nos dá proteção. Hoje, fico super feliz em receber mais uma dose”, afirmou.


Para Carmem Rosa, 65 anos, a liberação da quarta dose traz muita alegria e esperança de dias melhores. Foto: Sandro Araújo - Agência Saúde DF

Para Carmem Rosa, 65 anos, a liberação da quarta dose traz muita alegria e esperança de dias melhores. “Fiquei muito feliz, a vacina me deixa mais sossegada para viajar, sair de casa. Me sinto mais segura. Eu estava ansiosa pela quarta dose e foi uma surpresa boa ter saído agora”, disse.

Na UBS 1 da Asa Sul, na 612 Sul, também houve aumento no fluxo de idosos buscando a quarta dose e a vacina de Influenza. Dona Maria Cidália de Oliveira, 71 anos, aproveitou a ida até a unidade para tomar os dois imunizantes.

“Eu venho quantas vezes forem necessárias me vacinar, porque o importante é ter saúde. Eu acho que é melhor se prevenir do que ficar chorando depois”, avaliou. Dona Maria Salomé de Oliveira, 71 anos, compartilha do mesmo pensamento. “Tomei logo as duas vacinas para ficar com a saúde em dia, totalmente protegida”, comemorou.

Elcimar Moreira, 77 anos, e Maria Salete Moreira, 70 anos, são casados há 50 anos e foram tomar a quarta dose com muita alegria. “Tivemos covid antes da vacina, graças a Deus não foi grave, apenas sintomas leves. Mas temos a consciência do quanto é importante manter todas as vacinas em dia”, disse a esposa.


A procura pelo imunizante contra o coronavírus aumentou o fluxo de pessoas nas unidades básicas de saúde. Foto: Sandro Araújo - Agência Saúde DF