04/06/2022 às 15h00 - Atualizado em 04/06/2022 às 15h02

Sábado também é dia de combater a covid-19

Ação de vacinação nas escolas ocorreu em Planaltina; iniciativa ocorre em parceria das secretarias de Saúde e Educação

Willian Matos, da Agência Saúde-DF | Edição: Margareth Lourenço

A Secretaria de Saúde segue promovendo a vacinação contra a covid-19 nas escolas do Distrito Federal. Neste sábado (04), a Escola Classe 16 de Planaltina abriu as portas para imunizar a comunidade. A ação ofereceu todos os tipos de imunizantes e contemplou os usuários do Serviço Único de Saúde, o SUS, a partir dos 5 anos.

Como recentemente as doses de reforço foram ampliadas para adolescentes, primeira dose, maiores de 50 anos e profissionais de saúde, segunda dose, a escola recebeu pessoas de todas as faixas etárias. A dona de casa Lídia Rodrigues, 55 anos, aproveitou para se vacinar mais uma vez. “É minha quarta dose (segunda de reforço) e eu vou tomar quantas for preciso. Não há outro jeito de se proteger a não ser tomando vacina”, garante.


Lídia, que mora próximo à EC 16, chegou cedo para se vacinar. Foto: Tony Winston/Agência Saúde-DF

O intuito de promover vacinação em colégios aos sábados é alcançar tanto a comunidade escolar quanto a população que trabalha durante a semana. É o caso da dona de casa Ernélcia Campos, 63, que levou a neta Júlia Lima, 10 anos, na EC 16 para tomar a primeira dose contra a covid. “Ela não tinha vindo antes por conta do horário das aulas e porque nosso dia a dia é corrido”, justifica a avó.

O pedreiro Damião Pereira, 40 anos, acordou cedo para levar o filho Daniel Costa, 5 anos, para se vacinar. “A vacinação aos sábados ajuda bastante, pois só tenho tempo livre no fim de semana”, explica. Daniel recebeu hoje a segunda dose. “Como essa doença é contagiosa, é importante prevenir toda a família”, diz o pai.


Damião e Daniel são do Arapoanga. Foto: Tony Winston/Agência Saúde-DF

A enfermeira Maria de Lourdes Masukawa, que atua na supervisão da ação neste sábado, explica que o processo é rápido. “A pessoa entra, recebe a dose em poucos minutos e é liberada em seguida”, assegura. A profissional conta que grande parte das pessoas atendidas hoje estava recebendo o reforço (terceira e quarta doses). “A maioria hoje já sabe da importância e observou que o número de internações e óbitos diminuiu. Todo mundo vê a eficiência e eficácia da vacina.”

A vacinação nas escolas ocorre em parceria com a Secretaria de Educação. A analista de gestão educacional na Diretoria de Apoio à Saúde (Diaspe) da Pasta, Carolina Lima, conta que englobar instituições de ensino na luta contra a covid é uma alternativa que ajuda a imunizar cada vez mais crianças. “É um ambiente que eles já conhecem, e as escolas têm boa comunicação com pais e alunos”, explica. O diretor da EC 16, Wellington Mesquita, pontua que “a escola é o lugar de maior fácil acesso da comunidade.”


Vacinação ocorre na escola até às 17h. Foto: Tony Winston/Agência Saúde-DF