Gerência de Serviços de Saúde Funcional (GESSF)

A Gerência Serviços de Saúde Funcional é uma unidade orgânica de execução, vinculada à Diretoria de Atenção Secundária e Integração de Serviços, que realiza assessoramento técnico referente às especialidades que a compõem – Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, no âmbito da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal.

A Saúde Funcional é caracterizada pela condição de vida saudável através da potencialização das competências/habilidades motoras, intelectuais, expressivas, relacionais e outras, segundo características físicas ou psicológicas, visando um olhar para além do processo saúde e doença. É o estado de funcionalidade e bem-estar individual e coletivo em todos os ciclos de vida, no desempenho das atividades e na participação social, promovendo qualidade de vida e autonomia para o pleno exercício da cidadania, e não significando necessariamente a ausência de limitações.
Histórico Foi organicamente estabelecida na estrutura da SES/DF em 26 de dezembro de 2013 (Decreto nº 35.021, DODF nº 279, de 27/12/2013), com o objetivo de organizar, monitorar, avaliar e implementar os serviços de saúde com escopo de (re) habilitar o sujeito. Atua no sentido de aliar o conceito de Gestão de Serviços às boas práticas e qualificação das ações realizadas pelos profissionais das áreas de Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Fonoaudiologia. Em sua essência, corrobora com olhar da interdisciplinaridade, entendendo ser essa abordagem que resulta em maiores benefícios e melhores resultados para o indivíduo.

A GESSF, ao realizar o assessoramento técnico, fornece suporte e avalia a atuação dos/das terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas e fonoaudiólogos em todos os serviços de saúde da SES (UBS, Consultório na Rua, Saúde Prisional, Ambulatórios, Policlínicas, Saúde Mental/CAPS, CEPAV, NRAD, SAMU e Hospitais). Participando e elaborando fluxos, parâmetros e protocolos, emitindo pareceres e notas técnicas e representando a SES em comissões, conselhos de direitos e políticas públicas e colaborando para a integralidade e continuidade do cuidado.

A GESSF, além das atribuições acima citadas, é constituída por dois núcleos: o Núcleo de Produção de Órteses e Próteses (NUPOP), e o Núcleo de Atendimento Ambulatorial de Órteses e Próteses e Materiais Especiais (NAOPME) os quais compõem a Oficina Ortopédica da SES-DF.

Esses núcleos são responsáveis pela avaliação, acompanhamento e encaminhamento de pacientes para confecção de órteses e próteses não relacionadas ao Ato Cirúrgico. Esses núcleos realizam ainda a dispensa desses produtos, de meios auxiliares de locomoção e muitos outros, como por exemplo, cadeira de rodas, cadeira de banho, palmilhas, calçados especiais, andadores, bengalas e próteses mamárias.

Compõem a Gerência de Serviços de Saúde Funcional – SES/SAIS/COASIS/DASIS/GESSF
Gerente: Camila Silva de Medeiros
RTD Fisioterapia: Raquel Andrade Sousa
RTD Fisioterapia colaboradora: Silvia Braga de Melo
RTD Fonoaudiologia: Yara Régia Silva Santos
RTD Fonoaudiologia colaboradora: Ocânia da Costa Vale
RTD Terapia Ocupacional: Ângela Sacramento
RTD Terapia Ocupacional colaboradora: Hellen Delchova
Telefone: (61) 2017-1145 (ramal: 1047)
E-mail: gessf.dasis@saude.df.gov.br  ou gesf.ses@gmail.com 
Endereço: SRTVN Quadra 701, Via W 5 Norte, Lote D, Edifício PO700
Horário de atendimento: 8h às 18h (de segunda-feira à sexta-feira).

ATRIBUIÇÕES (quanto a prática em si)
Elaborar as normas técnicas referentes à atenção à saúde funcional, bem como sugerir orçamentos para a implementação desta política;
Por meio da comunicação intersetorial, traçar estratégias e metas a serem alcançadas por essa política a cada ano;
Acompanhar e avaliar o impacto das políticas desenvolvidas, bem como garantir a aprendizagem contínua dos profissionais para manterem-se aptos na gestão da saúde de qualidade.

ATRIBUIÇÕES (quanto ao regimento)
Art. 131. À Gerência de Serviços de Saúde Funcional – GESSF
Política Nacional de Saúde Funcional: Construindo mais saúde para a população. BRASÍLIA, 16 DE DEZEMBRO DE 2011 / DECRETO Nº 39.546, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2018)

O QUE É FONOAUDIOLOGIA

FONOAUDIOLOGIA é uma profissão da área da saúde que pesquisa, previne, avalia e trata as alterações presentes em quaisquer ciclos da vida, da voz, fala, linguagem, comunicação, audição, deglutição e aprendizagem.

O fonoaudiólogo é o profissional de saúde, com graduação plena em Fonoaudiologia, que atua de forma autônoma e independente, nos setores público e privado. É responsável pela promoção da saúde, prevenção, avaliação e diagnóstico, orientação, terapia (habilitação e reabilitação) e aperfeiçoamento dos aspectos fonoaudiológicos da função auditiva periférica e central, da função vestibular, da linguagem oral e escrita, da voz, da fluência, da articulação da fala e dos sistemas miofuncional, orofacial, cervical e de deglutição.

Referência:

https://www.fonoaudiologia.org.br/historia-da-fonoaudiologia/
https://crefono1.gov.br/a-fonoaudiologia/
https://www.fonosp.org.br/fonoaudiologia

O QUE É FISIOTERAPIA
É a ciência da saúde que faz referência aos estudos, prevenção e tratamento dos distúrbios cinéticos funcionais, ou seja, os movimentos do corpo humano. Ao identificar lesões, sejam elas geradas por alterações genéticas, por traumas e por doenças adquiridas, o objetivo do profissional é preservar, manter, desenvolver ou reabilitar a integridade de órgãos, sistema ou função, para alcançar autonomia e proporcionar adaptação do indivíduo ao meio com objetivo de qualidade de vida. Para tanto utiliza-se da ação de recursos de eletrotermofototerapia, crioterapia, cinesioterapia e mecanoterapia e outros mais advindos da evolução dos estudos e da produção científica da área, bem como acompanhar a evolução do quadro funcional e o processo de alta do tratamento.

Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional — COFFITO. Fisioterapia/definição, 2007

O QUE É TERAPIA OCUPACIONAL
Responsável pela formação dos Terapeutas Ocupacionais, é uma profissão centrada no usuário, com foco na promoção da saúde e bem-estar através da ocupação. Sua atuação é voltada à prevenção e ao tratamento de indivíduos portadores de alterações cognitivas, afetivas, perceptivas e psico-motoras, decorrentes ou não de distúrbios genéticos, traumáticos e/ou de doenças adquiridas, através da sistematização e utilização da atividade humana. A finalidade primordial da Terapia Ocupacional é possibilitar a participação de forma funcional e significativa do sujeito em suas atividades de vida significativas. Dentro das Ciências da saúde, possui amplo conhecimento nas questões sociais, do comportamento, psicossociais e ocupacionais.
Amaral, Amanda Silva;.Terapia Ocupacional em Contexto – um olhar a partir de práticas profissionais de terapeutas ocupacionais. Porto Alegre, 2018. CREFITO

NOTAS TÉCNICAS

Disfagia

Notas Tecnicas Fono

Reabilitação Pulmonar

Neurologia Adulto

Neurologia Infantil e Estimulação Precoce

Ortopedia, Traumatologia e Reumatologia

Uroginecologia Adulto

Nota Técnica: Normatização para concessão de OPME Ambulatorial e Meios Auxiliares de Locomoção pelo Núcleo de Atendimento Ambulatorial de Órteses, Próteses e Materiais Especiais – NAOPME e Núcleo de Produção de Órteses 

Notas Tecnicas Fisioterapia

https://www.coffito.gov.br/nsite/?page_id=2346 (codigo de etica)
https://www.coffito.gov.br/nsite/?page_id=2350 (especialidades)
https://www.coffito.gov.br/nsite/?page_id=2357 (regulamentação)
https://www.coffito.gov.br/nsite/?p=3208 e https://www.coffito.gov.br/nsite/?p=3150 (parametros assistencias)

NOTA TÉCNICA TERAPIA OCUPACIONAL 

 

Notas Técnicas Terapia Ocupacional:

Nota Técnica Terapia Ocupacional

https://www.coffito.gov.br/nsite/?page_id=3397  (regulação)
https://www.coffito.gov.br/nsite/?p=3181  e https://www.coffito.gov.br/nsite/?p=3209  (parametros assistenciais)
https://www.coffito.gov.br/nsite/?page_id=3386  (codigo de etica)
https://www.coffito.gov.br/nsite/?page_id=3390  (especialidades TO)
Nota Técnica: Normatização para concessão de OPME Ambulatorial e Meios Auxiliares de Locomoção pelo Núcleo de Atendimento Ambulatorial de
Órteses, Próteses e Materiais Especiais – NAOPME e Núcleo de Produção de Órteses
Oficina Ortopédica de Brasília – Confecção de Órteses e Próteses
O Núcleo de Atendimento Ambulatorial de Órteses, Próteses e Materiais Especiais SES/DF (NAOPME) e o Núcleo de Produção de
Órteses e Próteses SES/DF (NUPOP) integram a Oficina Ortopédica dessa SES-DF. Os núcleos são responsáveis pelo planejamento e coordenação da
dispensa de órteses, próteses ambulatoriais e meios auxiliares de locomoção aos pacientes advindos de toda a rede de saúde pública do Distrito
Federal.
Para inscrição no Programa de Órtese e Prótese da SES-DF o paciente deve ser cadastrado e avaliado no Núcleo de Atendimento
Ambulatorial de Órteses e Próteses e Materiais Especiais, localizado na Estação do Metrô da 114 sul. Após a avaliação , o usuário aguardará ser
convocado para o recebimento do produto pleiteado e, quando este for disponibilizado, o solicitante será contactado pela Oficina Ortopédica para
agendar a entrega, que será sempre realizada de acordo com a lista de espera/ sempre respeitando a lista de espera.

– Núcleo de Atendimento Ambulatorial de Órteses, Próteses e Materiais Especiais – NAOPME:
Endereço: Estação do Metrô 114 Sul – Praça do Cidadão, Salas 06 e 07 – Asa Sul;
Telefone: 2017-1145 – Ramal 1164;
Horário de Funcionamento: 08h as 12h e 13h as 17h (de segunda-feira à sexta-feira).

ATRIBUIÇÕES
I – realizar o cadastro dos usuários do SUS com indicação de uso de OPME não relacionadas ao ato cirúrgico;
II – realizar avaliações de usuários do SUS com prescrição de OPME não relacionada ao ato cirúrgico;
III – dispensar OPME não relacionada ao ato cirúrgico;
IV – dispensar CPAP e BIPAP e acessórios para pacientes oriundos da Clínica do Sono;
V – acolher, acompanhar e dispensar órteses a pacientes do Programa de Deformidade Torácica;
VI – colaborar na definição de critérios técnicos para aquisição de OPME não relacionadas ao ato cirúrgico;
VII – auxiliar na definição dos critérios de fluxos de dispensação de OPME não relacionadas ao ato cirúrgico; e
VIII – executar outras atividades que lhe forem atribuídas na sua área de atuação.

– Núcleo de Produção de Órteses e Próteses – NUPOP:
Endereço: SGAP, Bloco G, Lote 06, SIA, Parque de Apoio;
Telefone: (61) 2017-1145 ramal: 1129;
Horário de Funcionamento: 08h as 12h e 13h as 17h (de segunda-feira à sexta-feira).

ATRIBUIÇÕES
I – realizar avaliações de usuários do SUS com prescrição de uso de Órteses e Próteses não relacionada ao ato cirúrgico;
II – realizar perícia de usuários do SUS por equipe multidisciplinar composta por médico ortopedista ou fisiatra, fisioterapeuta ou terapeuta
ocupacional para concessão cadeira de rodas motorizada pela SES DF;
III – moldar, confeccionar, ajustar e dispensar órteses e próteses não relacionadas ao ato cirúrgico aos usuários cadastrados no Programa de Órteses e Próteses da SES-DF;
IV – auxiliar as Unidades da SES na prescrição aos pacientes internados;
V – auxiliar na elaboração e execução de Processos de Aquisição de produtos em sua área de atuação;
VI – auxiliar na definição dos critérios de fluxo de dispensação de OPME não relacionadas ao ato cirúrgico;
VII – confeccionar e dispensar Órteses e Próteses não relacionada ao ato cirúrgico; e
VIII – executar outras atividades que lhe forem atribuídas na sua área de atuação.

PROCEDIMENTO CADEIRA DE RODAS MOTORIZADA NA TABELA DE ÓRTESES, PRÓTESES E MATERIAIS ESPECIAIS NÃO RELACIONADOS AO ATO CIRÚRGICO DO SUS