19/04/2022 às 19h45 - Atualizado em 22/05/2022 às 17h29

Quase 90% da população do DF iniciou o ciclo vacinal contra a covid-19

Secretaria de Saúde convoca quem está com a segunda dose ou dose de reforço atrasada

HUMBERTO LEITE, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF | EDIÇÃO: MARGARETH LOURENÇO

O Distrito Federal aproxima-se da marca de 90% da população com o início do ciclo vacinal contra a covid-19. Até a noite desta segunda-feira (19), 89,99% da população acima dos 5 anos já haviam recebido pelo menos a primeira dose. “Essa é uma vitória dos cidadãos do DF que acreditam na proteção coletiva que para enfrentar a circulação da covid-19”, afirmou o diretor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, Fabiano dos Anjos, durante coletiva nesta terça-feira (19).

 

A marca foi atingida após 454 dias, com um esforço que inclui pontos de vacinação abertos em período noturno, aos fins de semana e feriados; em drive-thrus, por meio de parcerias como com o Sesc, o Metrô DF e as Forças Armadas; envolvimento de outras pastas do Distrito Federal, como a Secretaria de Educação Justiça, Turismo e Desenvolvimento Social; além de outras iniciativas para ampliar a cobertura vacinal, incluindo o atendimento em escolas e o “Carro da Vacina”. Os locais de vacinação podem ser consultados aqui.

 

O secretário de Saúde, general Manoel Pafiadache, exaltou a dedicação dos servidores e o engajamento da população, mas alertou para a necessidade de que todos tenham seu ciclo de vacinação completo. Cerca de 40 mil pessoas estão com a segunda dose atrasada e estima-se que 600 mil não retornaram para receber a dose de reforço. “Esse número é preocupante”, disse o gestor. O secretário lembrou ainda que o reforço é necessário para garantir a proteção contra a covid-19 por um período maior de tempo.

 

Entre as crianças, dos cerca de 268 mil habitantes do DF com idades entre 5 e 11 anos, 162.671 receberam a primeira dose e 78.159 completaram o ciclo vacinal de duas doses. Já entre os 130 mil idosos com idade a partir dos 70 anos, 22.349 procuraram as unidades de saúde para receber a segunda dose de reforço (quarta dose).