Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/06/19 às 11h11 - Atualizado em 1/08/19 às 12h37

Fiscalização em Suspeita de Surto Alimentar

Descrição:
• Ocorre nos casos em que duas ou mais pessoas apresentam doença similar resultante da ingestão de líquidos ou alimento comum contaminado ou de alimentos de mesma procedência ou preparação/fabricação e também devido a um aumento não explicável e não esperado de doença similar em que a fonte provável é o alimento.

 

Imprima a Carta de Serviço


Requisitos:
• Formalizar as demandas por meio do canal CIEVS
• Fornecer informações importantes para o processo de fiscalização sanitária, tais como:
Onde comprou? (Nome do estabelecimento e endereço completo);

Quando foi realizada a compra?
Especificação do produto (Tipo, marca, lote, data de fabricação e data de validade);
Características apresentadas pelo produto (poderá anexar fotos, caso exista);
Detalhar os efeitos apresentados após o consumo e o número de pessoas afetadas;
Procurou atendimento médico? Onde?

 


Formas de prestação do serviço:
• Centro de Informações Estratégicas e Respostas de Vigilância em Saúde – CIEVS/Diretoria de Vigilância Epidemiológica
Telefone: (61) 99221-9439
E-mail: cievsdf@gmail.com
Horário de atendimento: funcionamento 24 horas, em todos os dias da semana e feriados

 


Etapas:
• Durante o atendimento, será identificada a suspeita de surto;
• Após confirmação de caso de suspeita de surto, o CIEVS comunicará imediatamente as áreas envolvidas no processo de investigação e medidas de controle do possível surto.
• Caso o atendente não identifique como suspeita de surto, orientará o solicitante para o canal do Sistema de Ouvidoria do Governo do Distrito Federal (Ouv-DF);
• Assim que for comunicada pelo CIEVS, a Vigilância Sanitária iniciará o processo de investigação e medidas de controle do possível surto, em parceria com outras áreas envolvidas, como por exemplo: Vigilância Epidemiológica e Laboratório Central.

 


Tempo de espera para atendimento e prazo para prestação do serviço
• A partir do contato pelo canal do CIEVS, o atendimento é iniciado.
• Os trâmites necessários para a prestação do serviço serão iniciados imediatamente após o atendimento e seguem as etapas do protocolo de investigação de surto.
• O prazo de conclusão dependerá dos subsídios para a investigação, inclusive análise de amostras pela Laboratório Central – LACEN.

 


Normas e regulamentações

Regulamento Sanitário Internacional (RSI) 2005

Manual Integrado de Vigilância, Prevenção e Controle de Doenças Transmitidas por Alimentos